quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Há 5 anos...

Passaram-se cinco anos e eu não tinha a mínima noção de como as coisas passam, mudam, vão-se rápido. Hoje eu e bela somos pessoas totalmente diferentes e é ótimo isso, é maravilhoso perceber as pessoas que nos tornamos hoje aos dezesseis anos(bela completa dezesseis aninhos dia dez de setembro), e quem poderemos nos tornar com mais anos que estão por vir. 
Com tudo isso, claro, veio a distância, hoje não somos mais as mesmas "splitas" de cinco anos atrás, não nos vemos com frequência, não frequentamos a mesma escola, não temos os mesmos amigos, enfim, não temos mais a presença uma da outra em nossas vidas pessoais.
É triste? Sim. Mas me arrisco a dizer que o mundo em que vivemos, pode até ser o mesmo, mas a órbita de cada um é totalmente diferente. E não seria diferente conosco. Hoje, tenho o enorme orgulho de tudo o que eu e bela vivemos juntas, por menos idade e maturidade que tivéssemos naquela época, o que torna tudo especial pra mim é o que eu senti naquele tempo, as lembranças que ficaram, a saudade que bate de quando o que mais nos importava era a nossa amizade e perder o maldito BVL.
Hoje são tantas preocupações, tanta responsabilidade, tantos pesares que descompensam a minha vida. Vestibular, pressão em casa, manter um relacionamento, o passar ou não em uma faculdade, ensino médio. Coisas que por mais peculiares que possam parecer, definem uma vida inteira. No caso, a minha vida.
Tudo há cinco anos atrás parecia tão fácil, e de repente tudo se desfez na minha frente. As responsabilidades chegam, não tente fugir senão elas te atropelam. E hoje eu me referencio um pouco nesses tão citados "anos atrás", porque se neles eu fui tão feliz, foi graças a mim, a minha inocência e fé de criança de ser feliz, por mais desnecessárias que possam parecer ao olhar de vida atual, naquela época eram necessários e me fizeram feliz.
se eu vou ser feliz nos anos que virão, só dependerá de mim, ter fé nas coisas que são necessárias no agora, e só cabe a mim torná-las felizes. Brigada Bela, por todo aprendizado de amizade que até hoje se faz presente em mim e que eu vou levar pra sempre comigo. Que saudade do "nosso tempo".

Lia*